Seja bem-vindo ao Ana de Armas Brasil, sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Ana de Armas. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu acima e divirta-se com todo o nosso conteúdo. Esperamos que goste e volte sempre!
WHO WHAT WEAR: 4 atrizes revelações que todo fã de cinema precisa conhecer
postado por Ana de Armas Brasil

Ana concedeu uma breve entrevista para o site Who What Wear, leia:

QUEM: Ana de Armas

O QUE: Ana não é um novo rosto na indústria cinematográfica, mas seu papel como Joi em Blade Runner 2049 à levou a outro nível. Enquanto os detalhes sobre sua personagem permaneceram em segredo, sabemos que ela interpreta o par romântico de K. (Ryan Gosling). Alguns podem chamar isso de sorte (honestamente, difícil de refutar isso), mas o novo estrelato e prestígio de Ana reflete anos de trabalho duro – mais de 10 – para a atriz cubana cujo currículo é impressionante … e crescendo.

O que mais me excitou no papel de Joi foi… “que ela, como mulher, deveria ser e agir de uma certa maneira, mas ela era mais do que isso.”

Surpreendentemente, a única coisa que tenho em comum com Joi é… “Eu sacrificaria tudo por amor.”

Para me preparar para um papel tão importante como este, eu… “tive muitas conversas com Denis Villeneuve e compartilhamos muitas ideias. Claro, o primeiro Blade Runner foi uma grande inspiração para todos nós… mas estamos criando nosso próprio filme agora, com um diretor muito diferente e novos personagens, então foram longas conversas e gravando cenas com ele e Ryan entendendo o nível emocional dos personagens.”

A menos que você estivesse no set de Blade Runner 2049, talvez você não saiba que nosso fotógrafo, Steve, era o mesmo fotógrafo do primeiro filme. Então, durante as domadas, eu costumava conversar com ele, e ele me contava histórias sobre os atores e como era trabalhar com Ridley [Scott].”

A melhor lição que já aprendi com um(a) estilista é… “às vezes você tem que correr riscos. Eu sempre pensei que a moda era algo para ajudar a mostrar quem você é e reforçar sua personalidade. Pode ser uma força. Então, é importante que, quando você tem um estilista, eles realmente conhecem você e você que se sinta confortável com o que está vestindo. Mas você também deve ouvir e tentar coisas novas. Estou trabalhando nisso.”

O que mais gosto do estilo no meu país natal é… “não havia realmente uma sensação de moda em Cuba. Agora é diferente: as pessoas têm mais acesso ao Instagram e revistas. Quando eu estava crescendo, nada disso era permitido. Era bem hippie, artesanal e meio libertador… você realmente não tinha que pensar demais. Sempre reciclei a roupa do meu irmão. Eu usava coisas de menino misturadas com saias hippies e chinelos. Sempre.”

As três peças de outono que estão atualmente no meu carrinho de compras são… “Eu adoraria um desses casacos da Stella McCartney em azul escuro. Tem aquela vibração mais masculina – eu amo isso!

Gostaria de algumas calças de couro, com zíperes e coisas aqui nos joelhos.

Eu adoraria uma dessas pequenas bolsas Chloé.”

Fonte | Tradução – Equipe Ana de Armas Brasil