Seja bem-vindo ao Ana de Armas Brasil, sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Ana de Armas. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu acima e divirta-se com todo o nosso conteúdo. Esperamos que goste e volte sempre!

Arquivo de 'screencaps'



VÍDEO LEGENDADO: Ana de Armas decide o que está ‘dentro’ e ‘fora’
postado por Ana de Armas Brasil

Durante os bastidores de seu ensaio fotográfico para a revista W, Ana de Armas revelou o que estará dentro e fora de nosso mundo em 2049. Assista:

dg dg dg dg
Screencaps > Entrevistas > W Magazine (2017)

VÍDEOS: Entrevista no set de “Blade Runner 2049” + novos TV spots do filme
postado por Ana de Armas Brasil

Assistam entrevistas de Ana no set de “Blade Runner 2049” + dois TV spots com cenas inéditas:

dg dg dg dg

Filmes > Blade Runner 2049 > Screencaps – Entrevista no set

postado por Ana de Armas Brasil

Eba! Ana de Armas é o destaque do mês de agosto da revista espanhola “Woman Madame Figaro”. Confira os scans, bastidores e a entrevista completa traduzida:

ANA DE ARMAS
Estrela da ficção

30 é seu número da sorte. Coincidentemente, depois de mais de três décadas do primeiro “Blade Runner”, a atriz dá vida ao personagem mais intenso e complicado de sua carreira na tão aguardada sequência. Ainda não a conhece? Prepare-se para 6 de outubro…

Ana chega feliz e descontraída à antiga estação no Norte de Madrid… E isso que um motorista a deixou há muitos metros de distância da entrada. Carinhosa, se lembra do nosso último encontro e nos recebe com um grande abraço, e confessa que está encantada com sua semana na Espanha, ficando com seus amigos todos os dias. Não esperávamos menos… Dá gosto vê-la assim: tão madura, tão alegre, tão disposta… E tão linda! Qualquer um diria que ela está apaixonada. Devem ser os trinta, sim, porque está exuberante: “É um número que não entra na minha cabeça (risos), mas ao mesmo tempo tenho que reconhecer que passarei por ele durante o melhor momento de minha vida como mulher, sou perfeitamente o que eu quero, gosto de mim fisicamente, estou em paz, me sinto livre, não peço permissão e nem espero aprovação… Os 30 serão uma época super bonita, estou segura. Se não existissem os números, seria perfeito”. Ana de Armas está mais que preparada para a avalanche a espera – a partir de 6 de outubro – se tornará, graças a “Blade Runner 2049”, a tão esperada sequência do mito, uma estrela mundial.

Faz somente 4 anos que você se empenhou no seu sonho americano. Não te deixa atordoada?
Não (risos). Pouco a pouco vou trabalhando com artistas muito importantes, me envolvendo em projetos ambiciosos e em personagens mais complicados. Se fica pesado? Estou muito orgulhosa de me ver onde cheguei, pois eu sacrifiquei muitas coisas em minha vida pessoal: não estou com minha família, que vive em Cuba, não vejo amigos de lá e isso é duríssimo. No momento, isso compensa. Sempre deixei claro que essa é a minha paixão e que é onde eu quero me dedicar.

Agora você se sente mais segura, até mesmo em frente às câmeras?
Tudo continua sendo um desafio: encarar uma indústria e uma sociedade que não tem nada a ver contigo… Atuar em uma língua diferente. Faz três anos, desde quando me mudei para os Estados Unidos. Não falava nada de inglês. Nada. E mesmo assim meus agentes me enviaram para audições. Mesmo quando me rejeitavam, isso me servia para praticar… Sempre me dava medo… Agora eu começo gravar um filme nas próximas semanas – “Three Seconds”, com Clive Owen e Rosamund Pike – e não paro de estudar.

Você não ficou paralisada no primeiro dia de gravação?
Em “Blade Runner 2049” estava aterrorizada. O diretor me disse: ‘Ana, você está arregalando muito os olhos, está fora de controle!’ E isso acontecia porque quando não era minha fala eu ficava assistindo Ryan Gosling atuar como se fosse uma fã enlouquecida (risos). Eu estava tão nervosa… Não sei porque, mas meus olhos estavam quase saindo da órbita. Foi gracioso.

A sorte de ter bons companheiros nos permite dar conta de que somos de carne e osso. Tivemos um ambiente muito colaborador, um diretor com uma grande sensibilidade e aberto a provar coisas… Dessa forma nos sentimos seguros, podemos errar, voltar e tentar novamente… Com essa liberdade, esse tempo e essa dedicação, gravamos o filme em cinco meses!

Das grandes figuras com quem você já trabalhou, quem você escolheria?
Keanus Reeves (seu parceiro no suspense Knock Knock), ele é uma pessoa maravilhosa, um ser humano muito bom. Bom, e tem Ryan Gosling… os dois estão competindo.

Estes cinco meses de gravação, que foram tão duros, tão intensos e tão obscuros dentro do universo de “Blade Runner”, foi minha salvação. Porque o protagonista do filme supõe que todo mundo o segue durante a gravação: tem que ter esse espírito de equipe, de saber estar de bom humor, ter energia, pontualidade e ser profissional. Isso é o que te transforma em um líder, e ele (Ryan) é tudo isso.

Penélope Cruz e Paz Vega voltaram para a Espanha. Los Angeles é tão difícil assim?
É tudo muito grande e artificial. É difícil encontrar boas pessoas e gente que você pode confiar, formar um grupo onde você se sinta protegido. Vou embora um dia, com certeza. É uma cidade para trabalho… é muito desgastante.

E Hollywood?
Você tem que trabalhar muito duro. As pessoas pensam que tudo é questão de sorte, mas não imaginam que por trás de tudo isso existe muito trabalho, esforço, sacrifício, paciência, dias ruins, medo. Muitas vezes você sente como se não fosse o suficiente: você não é bonita o suficiente ou alta ou loira ou morena… Ou que o seu sotaque não é bom o suficiente. Essa tem sido uma luta que me mantem sã: não fingir ser alguém que não sou. Espero que meu trabalho falar por si e mude suas mentes. Nenhum dos seis personagens que eu fiz em Hollywood são latinas. Eu aprendi a defender a minha autenticidade, quem eu sou.

Olha, no outro dia eu fui para um evento de gala do American Film Institute, que homenageou Diane Keaton, e foi tão inspirador… Todo mundo estava comemorando como ela é talentosa como atriz, diretora, escritora, fotógrafa, mas o que me marcou é que, apesar de ser uma das atrizes mais importantes da história, continuaram ressaltando o quão original ela é. Ela é ela e nada mais. Eu gostaria de ser assim um dia… lá estou eu.

E nos momentos ruins, você nunca pensa: “E se eu não tivesse ido?”
Sim… Eu penso e eu não gosto. Sei que podemos ser felizes de mil formas, isso depende de você, é uma atitude que afeta a sua vida. Sei que se eu não tivesse saído de Cuba, eu estaria vivendo com a minha família, com a minha melhor amiga, com o meu afilhado, talvez eu até teria uma família porque estou morrendo de vontade de ter filhos… Mas me faltaria algo, criativamente falando. Mas no final, temos que realçar os momentos bons, porque fiz tanto para tê-los e tenho que estar agradecida, tenho tanto… Os momentos ruins são temporários; estou onde estou porque eu quero, foi minha escolha.

Você se presume frágil, mas valente, ingênua, mas decidida: como você se vê?
Valente, sim. Meu mantra vital é: Não peço e nem preciso da aprovação de ninguém. Eu sou muito intuitiva, e acho que isso que nos faz sobreviver.

Se você pudesse gravar e regravar/repetir cada cena com uma pessoa de “Blade Runner”, com quem seria?
Com Denis Villeneuve, o diretor. É uma pessoa maravilhosa. Da gosto de ver o quão humilde ele é, como ele fala e te olha, é um gênio. Ele não tem medo de mostrar que é vulnerável à dúvidas e que pode se equivocar. Espero poder repetir isso um dia.

Você está em busca de um relacionamento?
Eu não procuro um colega, eu quero um homem que me ame e é louco por mim, mas eu aprendi que, embora deve haver paixão e amor, precisamos ser uma equipe. Não pode haver ciúme, competitividade, desconfiança, porque a vida já é complicada demais e meu trabalho também, eu sei. Passar cinco meses longe de casa é difícil, mas eu quero uma pessoa que entenda isso e é difícil de encontrar.

Fonte | Tradução – Yasmim & Equipe Ana de Armas Brasil

dg dg dg dg

dg dg dg dg

Scans > 2017 > Woman Madame Figaro

Screencaps > Photoshoots > Woman Madame Figaro (2017)

VÍDEO: Assista ao primeiro trailer de “Blade Runner 2049”
postado por Ana de Armas Brasil

O primeiro trailer completo de “Blade Runner 2049” foi liberado, assista no player abaixo:

dg dg dg dg

Filmes > Blade Runner 2049 > Screencaps – Trailer

VÍDEO: Primeiro trailer de “Overdrive” é divulgado; assista
postado por Ana de Armas Brasil

FINALMENTE! O primeiro trailer de “Overdrive”, novo projeto de Ana, foi liberado. Assista e confira screencaps:

dg dg dg dg

Filmes > Overdrive > Screencaps – Trailer